quinta-feira, 25 de agosto de 2016

UFRN divulga início da construção da EMCM em 2017


Em visita a Caicó, a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Angela Maria Paiva Cruz, anunciou na manhã desta terça-feira, 23, que a construção do prédio da Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) começa em 2017. A informação foi passada à comunidade universitária, durante reunião com gestores, docentes e discentes da EMCM.

Na ocasião, a reitora também anunciou a oferta concomitante de um mestrado para os residentes da Escola, durante o período de realização da residência. "Estas são ações que comprovam que a UFRN tem política de interiorização", mostrou Angela Paiva para um auditório lotado de estudantes cheios de expectativas em relação à melhoria do Curso Multicampi de Medicina da UFRN, implantado em julho de 2014.

Antes dessas colocações, a reitora saudou a direção do Centro Acadêmico (CA), pela conquista do espaço físico dentro
 da Escola para a representação estudantil funcionar.

Fonte: Portal UFRN

EM PAINEL, PARTICIPANTES DA 20ª PLENÁRIA DIZEM PORQUÊ DEFENDEM O SUS


Participantes da 20ª Plenária Nacional de Conselhos de Saúde, Entidades e Movimentos Sociais e Populares puderam “desabafar” seus sentimentos a respeito do Sistema Único de Saúde (SUS) em dois painéis montados na entrada principal do evento. Em frases curtas, todos tiveram a oportunidade de responder à pergunta: Por que defendo o SUS? E as respostas indicam o quão importante é a saúde pública para o Brasil.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Municípios que receberão cursos de medicina serão divulgados em setembro

A lista dos municípios selecionados para receber cursos de medicina será divulgada em setembro, informou o ministro da Educação, Mendonça Filho.
Até o final de outubro, serão assinados os temos de compromisso para a instalação dos cursos, etapa a partir da qual os municípios terão prazo de 3 a 18 meses para iniciar as aulas.
“Vamos buscar assegurar a oferta de profissionais médicos bem formados que ajudem no atendimento à nossa população”, afirmou o ministro em audiência com a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). Prefeitos de diferentes regiões manifestaram suas expectativas quanto à implantação de novas faculdades de medicina.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Caicó

Aconteceu hoje, dia 18 de agosto de 2016, a 192ª Reunião ordinária desse Conselho, iniciando às 8:00h. Estavam presentes 12 conselheiros Titulares e um suplente. Nesse Reunião foi apresentada a Programação Anual de Saúde, que depois de feitas algumas alterações, foi aprovada com resalvas pelo pleno do Conselho. Vale salientar que depois de muito tempo, o Municipicío de Caicó tem a Programação Anual de Saúde, instrumento importantíssimo para o acompanhamento das ações em saúde do Município. 
Além da apresentação e aprovação da PAS, foi discutivo a situação das instituições que reincidentemente têm faltado às Reuniões. Depois de discutido o problema, foi deliberado que as instituições serão notificadas a resolverem suas ausências, caso não resovam até a Proxíma Reunião , serão destituídas do assento do Conselho. Foi ainda apresentado ao Conselho uma denúncia de um possível erro médico que causou a morte de um acricultor morador do  Município de São João do Sabugi. Foi deliberado que a diretoria do Conselho ia ler a denúncia, inteirar-se melhor sobre os fatos e fazer os encaminhamentos que achar necessário fazer.
A reunião terminou às 10:50 minutos, reunião que aconteceu no auditório da Casa da Cidania.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Ministro da Saúde anuncia 11 prioridades para a oncologia

Em evento realizado em São Paulo, o ministro Ricardo Barros destacou as principais medidas que adotará para qualificar e ampliar o atendimento oncológico
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quarta-feira (10/8) as onze prioridades de sua gestão para qualificar e ampliar o atendimento oncológico em todo o Brasil por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio foi feito durante a abertura do Fórum Estadão – Saúde, em São Paulo, cujo tema foi “tratamento do câncer no SUS”.
Entre as estratégias está o avanço da compra regional de medicamentos no Mercosul, com a inclusão de produtos contra o câncer; a revisão e ampliação dos protocolos e diretrizes clínicas para adequação das tecnologias disponíveis e das melhores práticas; e a adequação da produção nacional de medicamentos de alto custo, com a especialização dos laboratórios públicos.
“Também vamos fomentar a pesquisa clínica, dar preferência às habilitações de novos serviços, avançar nas políticas de prevenção de doenças e promoção da saúde e fortalecer a Atenção Básica, para que ela seja mais resolutiva e permita um diagnóstico mais precoce da doença”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
A informatização de sistemas e do prontuário eletrônico ao Sistema de Informações do Câncer (Siscan) também está entre as prioridades do ministro, que vai trabalhar para agilizar a operação com os aparelhos de radioterapia obtidos por meio de licitação centralizada do Governo Federal. O objetivo é unificar e aprimorar as plataformas de informação e vigilância do câncer e da informação epidemiológica, amplificando o monitoramento e o controle dos casos.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Ministério libera R$ 137 milhões para hospitais universitários

Recursos são destinados a 55 unidades de ensino, que complementam os atendimentos ambulatoriais e hospitalares das redes locais pelo SUS. Em todo o ano, soma supera R$ 910 milhões
O Ministério da Saúde liberou mais de R$ 137 milhões destinados aos hospitais universitários de todo o país. Os recursos, liberados no final de julho, são direcionados ao custeio dos serviços ambulatoriais e de internação realizados em 55 unidades de ensino que prestam atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em 22 estados do país.
O novo montante repassado integra o Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto MAC), principal rubrica de custeio do Ministério da Saúde, repassada de forma automática e regular. O Teto MAC é o responsável pelo pagamento de procedimentos como consultas, exames, internações e cirurgias.
Os valores repassados correspondem à sétima parcela de pagamento do ano a esses estabelecimentos. Com a soma dos novos repasses, já são mais de R$ 910 milhões em recursos federais empregados no custeio dos hospitais universitários neste ano.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Um terço dos homens não acompanha o estado de saúde

Quase um terço (31%) dos homens brasileiros não tem o hábito de ir aos serviços de saúde para acompanhar seu estado de saúde e buscar auxílio na prevenção de doenças e na qualidade de vida. Pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde aponta que barreiras socioculturais interferem na prevenção à saúde. Em muitos casos, os homens pensam que não ficam doentes ou têm medo de descobrir doença, além de sentirem que esse cuidado pode interferir na sua imagem de cuidado com a família.

“Saúde é importante para que os homens participem ativamente das atividades familiares. Nossa chamada é para que os pais procurem os serviços e recebam orientações para cuidar de sua saúde e prevenir doenças, como manter as vacinas em dia. Filhos, lembrem seus pais de cuidar regularmente da saúde. Esse será o melhor presente para toda a família”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.